O decano do rugby gaúcho

17/03/2015
O decano do rugby gaúcho

Este ano o Campeonato Gaúcho de Rugby (CGR), completa 10 anos. É considerado um dos mais disputados do pais, dele surgiram grandes jogadores, como o que lhes apresentaremos agora.

Entrevistamos um jogador que disputou TODAS as edições deste campeonato de épicas batalhas.
Pioneiro do RS nas convocações ao selecionado brasileiro. Conheça a história deste simbolo do Charrua RC e do CGR:
 
-Nome:Uary Pacheco Ribeiro Gondim, "Baiano".
-Jogando rugby desde: 2001.
 
-Jogando num clube como o Charrua, que é reconhecidamente um dos mais tradicionais do Brasil, o que significa para ti vestir essa camisa?
O Charrua representa muito na minha vida, por causa do Charrua eu conheci o rugby, tive a oportunidade de conhecer grandes amigos dentro e fora do clube, consegui realizar o sonho de defender meu País e conheci minha esposa, ou seja quando visto a camisa do meu Clube me lembro de tudo isto, o mínimo que posso fazer pra tentar retribuir um pouco o que o clube me deu é defender aquele brasão do Índio da melhor forma que eu puder e por quanto tempo eu puder.
 
Voltando no tempo...
-Como foi aquele 1º campeonato gaúcho em 2006?
Foi o Caos....hehehehe brincadeira, foi uma correria pra arranjar times pra jogar e motivar o pessoal a participar. 

 

-Qual a maior diferença com o CGR atual?
Tudo é diferente, a preparação o nível dos adversários, a quantidade de jogos. 
 
-Partida inesquecível:
Etapa de Porto Alegre do Gauchão de 2007 na ESEF contra o Guaíba, estavamos perdendo a partida e se o resultado perdurasse até o final de jogo o Guaíba seria campeão. O Beto (que estava jogando a pouco tempo) vira, pede pra entrar e promete pro treinador que ele ia ganhar o jogo. Pois ele entra e em 4 minutos faz os dois tries que estavamos precisando pra ganhar a partida e sermos campeões. Sabiamos que o Beto era rápido mas os tries que ele meteu foram inacreditaveis.
 
-Que sacrifícios já fez para jogar o gauchão?
Vixe... na real quem sofre mais é minha família...Já os fiz passar frio e chuva nas arquibancadas, já fui jogar em Caxias e deixei meu pequeno ainda bebê, dormindo do lado de fora do campo com as namoradas do pessoal do Charrua, cuidando pois minha esposa estava viajando a trabalho.....ja joguei bem machucado algumas partidas....coisas normais que todo jogador de rugby passa.
 
-Adversário mais dificil que já enfrentou: Farrapos, Eles jogam um rugby muito organizado, se você vacilar eles te fazem pagar.
-Jogador mais duro que teve pela frente: Martin Castillo, felizmente até hoje só topei com ele em treinos.
-Jogador/es que chamaram tua atenção ao longo do CGR: Bah são vários...Blanquito, Dodô, Alemão, Bananinha, Gregory Schuster, Júlio Cezar Crescente, Renatinho,  Bigode, Coghetto, Carlito, Valandro, Angelo Marcucci....Tem muita gente boa jogando aqui no Sul.
 
-Qual o CGR mais especial até aqui?
Acredito que o de 2010, pois vinhamos de dois anos seguidos perdendo para o San Diego e naquele ano conseguimos chegar na final. Foi a primeira vez que jogamos a final de um Gauchão em um estádio com uma grande torcida. Foi um belo evento.


-Quando pensas em CGR, lembra de...
Lembro de vários companheiros que jogaram ao meu lado e que já pararam de jogar Banana, Bruno Santos, Ciarini entre vários outros, lembro do esforço que já fizemos para disputar o Gauchão.
 
-O CGR não teria sido possível sem: Nilson Taminato, Jorge Silvestrini, Daniel Mendez, Rodrigo Hleveina, Ricardo Sant'Anna, Álvaro Montandón, Maria Felicia Bastos Flores....estes são os que me lembro de bate pronto, tem muito mais gente que trabalhou duro pra que o CGR acontecesse.
 
-Os mais novos tal vez não sabem, mas é verdade que o clássico do Charrua no começo era o Guará?
Eram dois times que faziam frente sempre, Guará e Guaíba, sempre era um jogo pegado.
 
O futuro... quem pega a lança nos próximos 10 anos de CGR.
-Qual é dos mais novos índios, o jogador que tem a essência do Charrua?
Todos os guris do Charrua tem muito da essência do clube mas se tiver que escolher um só o nome é Alexandre Boll Corrêa, este guri é além de excelente jogador é um baita ser humano e conquistou com sua pouca idade o respeito de todos no clube, dos veteranos aos jogadores mais novos que entram no Charrua. Ele é um exemplo para todos.
 
-O que passa pela tua cabeça quando grita NTMQP antes de um jogo?
É o momento de esquecer tudo e só pensar em defender meu clube, em deixar tudo em campo.
Naquela hora as dores passam, os problemas somem. É hora de retribuir.
Bom pra finalizar gostaria de agradecer aos meus companheiros de clube e ao Charrua pela oportunidade de seguir jogando e defendendo meu clube do coração e a minha família pela paciência e apoio pra que eu continue jogando.

 

« voltar para o blog

Compre por Marcas

Sulback Rugby
Na sulback.com você irá encontrar artigos e produtos de rugby tanto para a prática do esporte, quanto para moda casual, aqui você irá encontrar seus suprimentos de rugby que você já procurou e com o melhor preço.
Mobile Store
A Mobile Store é a nossa loja física, que você vai encontra-la em jogos e campeonatos. Levamos até os atletas tudo os materiais que precisam para praticar o esporte. Confira as datas e locais onde estaremos, em nossa página do Facebook: www.facebook.com/sulback
Rua Angelo Briani, 51 - Jardim Itália - Caxias do Sul - 95030-050
CNPJ: 14.220.328.0001/28