Sul Back no Mundial de Rafting Nova Zealândia 2013

27/11/2013
Sul Back no Mundial de Rafting Nova Zealândia 2013

Sul Back desembarca na Nova Zelândia. 

Por primeira vez fora do rugby, tivemos o prazer e a responsabilidade de vestir a seleção brasileira feminina de rafting. A equipe disputou o campeonato mundial da modalidade em Rotorua, Nova Zeâlndia, e conquistou a medalha de prata na classificação geral. Sendo a melhor colocação da historia do rafting feminino do Brasil.

A equipe conduzida pelo treinador Júlio Cesar de Borba, disputou até o último lance a medalha de ouro com a seleção dona de casa. Chegando a dominar a classificação geral até a última da prova.

O time, conhecido como Xícara Maluca, treinou durante 6 meses na cidade de Nova Roma do Sul/RS, sede da Cia. Aventura. Representaram o Brasil as seguintes atletas: 

Angela de Moraes ( Capitã), Luana Pasuch, Darlene Propodoski, Caroline Santana, Rafaela Vitorino, e Fernanda Cárdias.


Fotos por Juliane Tonin

Jogando rugby nos Estados Unidos

21/11/2013
Jogando rugby nos Estados Unidos
Conheça o Pedro Tonietto, um brasileiro que vem conquistando seu espaço no rugby norte-americano.
Há um ano morando na Florida, ele nos conta como foi chegar até lá.
Como conheceu o rugby?

Meu pai viajou a trabalho pra França, coincidentemente durante a Copa do Mundo de rugby que se passava por lá, ficando impressionado com o tamanho que esse esporte pouco conhecido no Brasil tinha na Europa. Quando ele voltou, me contou como a cidade inteira parava a cada jogo, então comecei a pesquisar para conhecer mais e acabei gostando.

Onde começou a jogar?

Comecei a jogar no Serra Rugby, de Caxias do Sul.

Como surgiu a idéia de fazer esse experiência nos EUA?

Eu sempre quis fazer intercâmbio, morar um tempo fora, estudar fora. Era uma ideia que a cada ano ia amadurecendo, e assim que surgiu oportunidade, não perdi tempo.

Em qual time dos EUA está jogando?

Estou jogando no Orlando Griffins Rugby Football Club, que atualmente disputa o Florida Championship e disputa vaga para o nacional.

Como foi a adaptação, e qual é a rotina do clube (treinos/jogos/reuniões/3º tempos)?

A adaptação foi complicada. Eu não falava um inglês fluente e entrei em um time que no máximo 2 pessoas falavam espanhol; o treinador falava muito rapido e não tinha paciencia de falar devagar, às vezes me via em apuros. Outra complicação é a relação com os americanos, que leva muito tempo para fazer amizades com eles, principalmente sem falar a lingua deles fluentemente. Os treinos são feitos nas terças e quintas, geralmente dividido em meia hora de touch, 45 minutos focado em rucks, 20 minutos especifico para fowards / backs separados, e o resto do tempo que for necessário para jogadas. Nos domingos temos um treino apenas de touch. Em dia de jogos, fizemos o aquecimento sem a camisa de jogo e fizemos uma linha em frente as camisas, que ficam em ordem numerica no chão. O treinador fala o numero de cada titular, um por um, ele pega sua camisa e veste; o resto do time aplaude, como uma conquista a cada jogo vestir a camisa de titular.

Os 3º tempos geralmente são em PUBS, cada cidade tem seu PUB que apoia seu time, com troféus e fotos do time da casa. Os dois capitães trocam agradecimentos pelo jogo, e cada capitão escolhe o melhor da partida do seu time e do time adversário, fazendo uma 'corrida de cerveja' entre os 3 de cada time. Alguns times ensaiam seu próprio Haka, geralmente falando coisas engraçadas, tornando o 3º tempo ainda mais divertido.

Como é o ambiente no clube? o que encontrou de mais diferente com o nosso rugby?

Falando em relação à estrutura, o time está muito aquém do rugby brasileiro. Muitos campos são apenas campos de parques publicos, as vezes não temos transportes para jogo em outra cidade, poucos patrocinadores etc. Por outro lado, tenho colegas de time de toda parte do mundo, com experiências de rugby do mundo inteiro, como por exemplo o capitão e abertura do time que nasceu na Africa do Sul, começou a jogar com 5 anos de idade e jogou 6 anos na Inglaterra. O estilo de jogo é muito diferente do que eu conhecia. Eles focam muito nos rucks, jogo de forward tempo todo, e só jogam com os backs quando é para o try ou saindo de scrums / line outs. Outra coisa que achei dificuldade pra entender no inicio era que cada posição tinha sua função inclusive no jogo aberto; pilares chocam, segundas-linhas limpam os rucks e os asas fazem a ponte, e sempre focam muito nisso, fazer poucas coisas mas são bons no que fazem.

E a relação com o futebol americano?

O futebol americano é maior que tudo aqui, é como o futebol para o brasileiro. A maior relação que o rugby tem é conseguir tackle bags e shields mais facilmente, pois tem pra vender em qualquer lugar por aqui. Acontece também de jogadores de futebol americano nas universidades que também jogam rugby por diversão.

Pelo que sabemos está jogando no time principal, como foi o caminho para chegar lá?

Inicialmente eu iria para o time Sub-21, mas no dia do meu primeiro jogo acabei indo para o banco do time A, jogando 3 minutos finais contra o Tampa Krewe. Os outros 3 segunda-linhas era um que ganhou o prêmio de melhor foward da temporada 2011-2012, um americano que jogou pela sua universidade na Argentina e o destaque do unico jogo que eu tinha jogado até então. Até dezembro eu fui apenas aprendendo com meus colegas de posição, mas jogando poucos minutos por jogo. Fui pro Brasil nas minhas férias, e o time se classificou para os play-offs. Comecei a treinar jiu-jitsu, indicado pelos colegas de times, e fazer treinos funcionais, o que me ajudou muito na parte física. Comecei a fazer excelentes treinos e ganhando mais minutos de partida. Ganhei a confiança do treinador, e recentemente conquistei a vaga de titular.

Quais as suas expectativas?

Minha maior expectativa agora, assim como de todo o time, é conseguir vaga nos nacionais para a temporada 2013-2014. Quero seguir melhorando para jogar no time da Universidade daqui de Orlando (UCF), que atualmente tem vaga para o nacional de universidades e está invicto na Flórida. (São dois anos estudando em College, que não tem time de rugby, e dois anos em Universidade)

Muitos meninos sonham com ir jogar no exterior, qual a sua mensagem par eles?

Uma coisa que meu treinador sempre diz: ninguém nasceu mais habilidoso que ninguem; quem treina mais, vence mais.

Placa do Band num pub de Miami:

 

Teaser do jogo Walkirians x Brummers

01/09/2013
Teaser do jogo Walkirians x Brummers

Assista o teaser do jogo Walkirians/Caxias do Sul 0x6 Brummers/Novo Hamburgo disputado sob muita chuva e lama.

O jogo foi valido pelas Quartas de Final da Copa RS 2013 da Federação Gaúcha de Rugby.

http://goo.gl/Ko5Q8D

Link para assistir o vídeo no youtube: http://goo.gl/Ko5Q8D

Créditos das fotos: Bruno Leonardelli. Vídeos: SulBack

The Rugby Championship 2013

21/08/2013
The Rugby Championship 2013

O Rugby Championship terá a sua segunda edição em 2013. Na primeira temporada Argentina juntou-se ao ex torneio Tri Nations, em que as potencias do hemisfério sul (Nova Zelândia, Austrália e África do Sul) disputam um dos mais disputados troféus, após a Copa do mundo.

Na primeira edição, os All Blacks consagraram-se 1º campeão do torneio, levando a taça paara Nova Zelândia.

Em 2013, os jogos finalizam no dia 5 de outubro, e os rugbiers brasileiros terão a oportunidade de ver partidas de alto nível na Argentina. Como em 2012, o jogo que acapara a maioria das atenções será Los Pumas x All Blacks, no Estádio Ciudad de La Plata, em Buenos Aires. Jogam no dia 28 de setembro, para o qual restam poucos ingressos. 

Na primeira rodada os All Blacks venceram claramente os Wallabies e começaram com o pé direito. Demonstraram a estirpe de sempre, donos de um jogo efetivo e consistente. Já na África do Sul, os Springboks venceram categoricamente a Los Pumas, propiciando a segunda pior derrota da história dos argentinos em test matches.

A 2º rodada terá os mesmos jogos, com mando de campo invertido. Os All Blacks continuam com todo o favoritismo, e em Mendoza, a oportunidade para Los Pumas acrescentar mais um capitulo de heroicas partidas, ou, acender definitivamente o alarme que começou a tocar em Bloemfontein no sábado passado.

Confira o calendário completo de jogos do Rugby Championship 2013.

 

Um pouco sobre o rugby

18/08/2013
Um pouco sobre o rugby

O rugby é um esporte coletivo originário da Inglaterra em que duas equipes se enfrentam, usando as mãos e os pés, na tentativa de levar a bola oval até a linha de fundo adversária ou fazê-la passar por entre as traves da meta, sobre aquela linha. Hoje, ele é o segundo esporte de equipes mais popular no mundo, só sendo superado pelo futebol.

O RUGBY

Estimula o trabalho em equipe, compreensão, cooperação além de respeito para com atletas adversários companheiros. As recompensas são como sempre foram, os prazeres de participar em um esporte; a coragem e habilidade que o jogo exige; o amor por um esporte coletivo que enriquece a vida de todos os envolvido; e as amizades forjadas para sempre através do interesse compartilhado pelo jogo.

HISTÓRIA DO RUGBY

Uma lenda bem difundida diz que o esporte surgiu de uma jogada irregular do futebol, na qual um jogador do colégio de Rugby (situado na cidade inglesa com o mesmo nome, em Warwickshire), de nome William Webb Ellis, teria pegado a bola do jogo com as mãos e seguido com ela até a linha de fundo adversária, em 1823.

RUGBY NO MUNDO

Disputado em mais de 120 países, é extremamente popular nas partes do mundo de forte influência inglesa, como nas Ilhas Britânicas, na Austrália (Wallabies), na Nova Zelândia (All Blacks) e na África do Sul (Springboks), além da França (Les Bleus), sendo essas as grandes forças do esporte. É também popular na Itália (Gli Azzurri), na Argentina (Los Pumas) e no Uruguai (Los Teros). Fora dos Jogos Olímpicos desde 1928, foi confirmado pelo Comité Olímpico Internacional, a presença do rugby de sete jogadores nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

Copa do Mundo de Rugby é o principal evento entre selecções. Disputada a cada quatro anos desde 1987, trata-se do terceiro evento desportivo mais visto no planeta (atrás apenas da Copa do Mundo de Futebol e dos Jogos Olímpicos). A penúltima edição do evento, ocorrida em 2003, foi assistida por mais de 3,4 bilhões de pessoas (conforme informação do site Rugby World Cup History). Sua última edição (ocorrida em 2007, na França) foi vencida pela seleção da África do Sul. A próxima Copa do Mundo de Rugby será disputada em 2011 na Nova Zelândia.

RUGBY NO BRASIL

Conforme citações no livro de Tomás Mazzoni, “História do Futebol no Brasil”, (Edições Leia, 1950) encontra-se a afirmação de que o rugby foi introduzido no Brasil ainda no século XIX, por volta de 1888. Porém o esporte só começou a ser praticado com regularidade no país a partir de 1925, em São Paulo, no São Paulo Athletic Club. Neste ano, o Sr. Gordon Rule reuniu jogadores que moravam em São Paulo e que por acaso tivessem praticado esta modalidade de esporte. Cerca de 40 pessoas foram agrupadas em duas equipes que jogavam entre si nos fins de semana, no campo do Floresta e subsequentemente no do C.R. Tietê e no do C.A. Paulistano. Posteriormente, passaram a utilizar-se do Campo do São Paulo Athletic Club em Pirituba - o campo dos ingleses, como era chamado.

 

ESPIRITO DO RUGBY

O espírito do rugby é uma doutrina para seus praticantes. Prega-se que o esporte é praticado por um grupo de trinta pessoas , que tão somente no momento do jogo, dividem-se em dois grupos de quinze. Portanto, fora do campo, não há lugar para rivalidades e atitudes anti-desportivas. Tanto isso que, após as partidas, os jogadores tradicionalmente reúnem-se no chamado "terceiro tempo" em que, com muita cerveja e alegria, cantam, socializam e comentam os principais lances da partida recém jogada.

123456789101112131415161718192021222324252627282930

Compre por Marcas

Sulback Rugby
Na sulback.com você irá encontrar artigos e produtos de rugby tanto para a prática do esporte, quanto para moda casual, aqui você irá encontrar seus suprimentos de rugby que você já procurou e com o melhor preço.
Mobile Store
A Mobile Store é a nossa loja física, que você vai encontra-la em jogos e campeonatos. Levamos até os atletas tudo os materiais que precisam para praticar o esporte. Confira as datas e locais onde estaremos, em nossa página do Facebook: www.facebook.com/sulback
Rua Angelo Briani, 51 - Jardim Itália - Caxias do Sul - 95030-050
CNPJ: 14.220.328.0001/28